31 de agosto de 2011

Por amor ou por dinheiro?

Cid Gomes (PSB), atual governador do Ceará, teria declarado na última segunda-feira, 29, referindo-se aos professores da rede estadual, em greve há 26 dias por aumento salarial, que “quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro. Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado". A afirmação polêmica, que tem circulado pelas redes sociais e causado indignação, foi atribuída ao governador por representantes dos professores que participaram de uma negociação pelo fim da greve.

Segundo o portal Último Segundo, a imprensa pediu um “tira-teima” e Cid teria dito praticamente a mesma coisa, ainda que de uma forma mais branda: “Isso é uma opinião minha que governador, prefeito, presidente, deputado, senador, vereador, médico, professor e policial devem entrar, ter como motivação para entrar na vida pública, amor e espírito público. Quem está atrás de riqueza, de dinheiro, deve procurar outro setor e não a vida pública”.

O Sindicato dos Professores do Ceará (Apeoc) lembra que o estado não cumpre a Lei Federal do Piso, nem o plano de cargos e carreiras dos professores.

2 comentários:

Karla Wanessa disse...

É inacreditavel ler estas palavras, me digam se estou errada, que dizer que nós professores temos o dever de aflorar amor a vida pública enquanto estes politicos corruptos afloram a luxiria e a ostentação com o nosso rico dinherinho! Então senhor governado abrar mão de seu salario e privilegios e trabalhe somente por amor ao desenvolvimento de uma sociedade justa!

Leiloir disse...

Povo do Ceará,espero que vocês tenham boa memória, nas próximas eleições... fóra Cid Gomes.